Dicas para mobiliar salas pequenas decoradas

Mobiliar salas pequenas

Decorar a sala! Este é um dos momentos pelos quais muitas mulheres esperam ansiosamente, querendo deixar sua casa com a sua identidade, o seu jeitinho, a sua cara. No entanto, com os tamanhos de imóveis (e também de orçamentos) bem menores que a nossa expectativa, muitas vezes montar salas pequenas decoradas pode ser um desafio.

Para te ajudar a se organizar para esta missão, preparei essa listinha de dicas com passos que você não pode deixar de lado. Confira!

 

1. Planeje bem o espaço para decorar salas pequenas.

Pode não parecer, mas quanto menor o espaço, mais difícil é decorar um cômodo. Nos imóveis modernos, a tendência é que as salas de estar sejam cada vez menores, propondo conforto e contatos mais intimistas a quem convive neste espaço.

Fora isso, a divisão entre sala de estar e sala de jantar já está desaparecendo na arquitetura de imóveis mais modernos também. Por isso, antes de sair às compras, planeje! Tire medidas do espaço e já preveja onde irá alocar os móveis e eletrodomésticos maiores, como sofá, mesa de jantar e a TV.

Leve em conta também seu estilo: você curte trocar a sala de lugar de vez em quando, invertendo as sala de jantar com a de estar? Se sim, já tenha em mente o tamanho limite que sua mobília deve ter para permitir esta versatilidade. Agora, com o espaço e disposição dos móveis planejados, vamos colorir?

2. Pintura e iluminação fazem milagres!

Pintura e iluminação

Espaços pequenos podem, facilmente, gerar incômodo e desconforto. Por isso, use recursos como pintura e iluminação a seu favor.

Para ampliar a percepção visual da sala, aposte em cores mais claras para as paredes. Para dar mais vida para o cômodo, use também divisórias em tom mais escuro, em vez de decorar uma parede inteira com uma cor vibrante pode carregar um ambiente pequeno. Essas quebras entre tons claros e escuros são importantes para a harmonização do local e para que ele não fique monótono.

Já quanto à iluminação, o ideal é apostar em um efeito mais aconchegante para a área do sofá e da TV, enquanto deixa área com a mesa de jantar mais iluminada. Isso porque os momentos em que estará no sofá, geralmente são destinados a descanso e contarmos mais intimistas. Já para as refeições é mais importante ter mais luz.

Se gosta de versatilizar os ambientes e trocá-los de lugar, o ideal é trabalhar com ambas opções de iluminação para os 2 ambientes, usando recursos como luzes internas em cores mais pastéis na sanca de gesso, por exemplo, e luzes mais claras acopladas ao teto. Assim, você usa o interruptor certo para dar a luz ideal para a disposição que escolher.

 

3. Vamos brincar com os acessórios?

Se sua personalidade é mais alegre e descontraída, você pode estar preocupada em ter uma sala muito clichê e monótona, que não imprima sua identidade. Mas, sabia que é muito mais interessante ter paredes e mobília grande em tons neutros, podendo abusar da criatividade em objetos decorativos?

Além de dar vida ao ambiente, você pode ir atualizando sua decoração com as novas tendências, seus novos gostos e hobbies e até seu humor. Já imaginou que bacana, oferecer um jantar aos amigos e utilizar objetos temáticos que tenham relação com a história de vocês?

Aqui, você pode brincar com cores, temas, formatos, tamanhos, seguindo, criando e quebrando regras conforme der vontade. A dica que deixo é não abusar da quantidade e da proximidade entre os objetos. Usá-los de maneira mais pontual confere mais destaque. E quais objetos podem ser esses? Quadros, pôsterespêsteres, esculturas, almofadas, luminárias, cortinas… o céu é o limite!

 

4. Nem só de beleza e estilo vive um lar: priorize o conforto também!

Conforto

Sei que está uma delícia pensar no visual que terá sua sala nova. Mas você está priorizando também o conforto? Ter espaço suficiente para circulação entre os ambientes, sem precisar ficar arrastando cadeiras e demais objetos o tempo todo, é fundamental para um dia a dia agradável.

O problema é que, com os ambientes cada vez menores nos imóveis modernos, aumenta também a dificuldade de conseguir alocar tudo o que você precisa em uma sala, sem deixar aquela sensação de aperto. Um ótimo recurso é optar por móveis como racks, sofás, mesas e aparadores mais estreitos, que cumprem com sua função funcional e deixam espaço livre suficiente.

Este tipo de peça é mais facilmente encontrada em lojas mais modernas e conceituais. Podem custar um pouco mais que móveis mais tradicionais, porém se adaptarão perfeitamente à sua necessidade. O segredo aqui é considerar o custo-benefício, e não apenas o preço final. Afinal, quanto vale seu conforto?

 

5. Achei o móvel ideal, mas não cabe! E agora?

Acontece bastante. Você bate o olho na mobília, ela tem a cor e o formato ideais, do jeitinho que você queria. Mas quando vai conferir as medidas… faltam ou sobram alguns centímetros. Essa situação é realmente muito chata. Parece que este momento tão gostoso, de decorar a sala, perde a graça.

Mas, não se desanime. Há um novo jeito de mobiliar que é a solução ideal para esses casos: os móveis personalizados! Esse serviço é, basicamente, a adaptação perfeita de um móvel ao seu espaço disponível, aumentando ou diminuindo-o conforme sua necessidade.

Além disso, você também pode adaptar cores, estilos de acabamento e outros detalhes deixando a poça com a sua cara e do jeitinho que você sonhou! E sabe qual a melhor notícia? Os móveis personalizados muito menos que móveis planejados e, além disso, ficam prontinhos na sua sala muito mais rápido também.

Curtiu a ideia e quer saber mais como funcionam os móveis personalizados? Dá uma conferidinha no showroom da Casa Cenário, que é especialista nesta modalidade e dispõe de atendentes que são a verdadeiros amigões e te ajudarão a escolher a mobília certa para você montar a sala dos sonhos!

Visite-nos!

Deixe um comentário

Nome .
.
Mensagem .

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados