Decoração vintage: tudo o que você precisa saber sobre esse estilo

Decoração vintage: parede decorada com quadros e um vaso de plantas de madeira

Você morre de vontade de roubar a linda cômoda antiga da casa da sua avó? Vive pedindo pra sua mãe lhe presentear com a vitrola que ela ganhou de casamento há décadas? É completamente apaixonada por papel de parede e louças de porcelana? Então, vai adorar conhecer o estilo de decoração vintage!

Tendência no mundo da moda e do design, o vintage tem conquistado cada vez mais espaço na montagem de casas e apartamentos. Isso porque ele ajuda a criar ambientes aconchegantes e cheios de personalidade. E pode ser combinado com outros estilos de decoração, como o moderno.

Quer saber como usar o vintage aí, na sua casa? Então, continue a leitura e aprenda tudo o que você precisa saber sobre esse estilo de decoração.

Quando surgiu o estilo vintage 

Quando você ouvir falar em vintage, deve considerar que esse estilo surgiu durante a II Guerra Mundial e é caracterizado por tudo o que compunha a decoração das casas no período entre 1920 e 1980.

As dificuldades do durante e pós-guerra contribuíram para que na decoração das casas daquela época fossem usados muito patchwork e crochê, e as peças feitas à mão e os mobiliários e objetos antigos e usados fossem valorizados. Criando, assim, o estilo vintage, que significa "vinho do porto" e passa a ideia de que quanto mais antigo melhor.

Quais as principais características desse estilo de decoração

Embora englobe diversas décadas e, por isso, tenha variações, a decoração vintage tem características bem marcantes.

A primeira delas é o uso de móveis e objetos realmente antigos. Cômodas dos anos 1920, poltronas dos anos 1930, uma vitrola dos anos 1950, a escrivaninha que foi da sua mãe, o relógio deixado por seu avô, o jogo de porcelana da sua avó… Tudo isso pode compor uma decoração vintage.

Esse estilo também é caracterizado por algumas cores. Vermelho, marsala, tangerina e verde, além de tons da paleta romântica, como o rosê, o creme e as cores amendoadas, e o azul Tiffany, estão entre as cores mais usadas nesse tipo de decoração.

Nos móveis e eletrodomésticos, o vintage é marcado por linhas arredondadas. Uma peça símbolo desse estilo é a cadeira eames. Criada por Charles Eames, essas cadeiras têm pés de madeira, metal ou base Eiffel, e podem ser encontradas com ou sem braços, em diferentes cores.

Se tentarmos caracterizar o estilo vintage por décadas, podemos fazer a seguinte distinção:

  • os anos de 1920 e 1930 são marcados por móveis escuros e detalhes barrocos
  • as décadas de 1940 a 1960 remetem ao romantismo e à elegância
  • já às décadas de 1970 e 1980 são alegres e vibrantes.

Quais as diferenças entre vintage e retrô

É comum achar que vintage e retrô são a mesma coisa. Mas os dois estilos têm características bem diferentes. A principal distinção entre eles é que o vintage é um estilo que, como dissemos antes, usa coisas realmente antigas. Enquanto o retrô se inspira no sucesso de peças do passado para criar novos móveis e objetos.



Como comentamos até aqui, o vintage é a decoração composta com itens garimpadas na casa dos seus avós, pais e em feiras e brechós. São peças com uma história. Já a decoração retrô é feita com móveis e objetos novos que têm suas formas inspiradas em outras décadas.



Bons exemplos de peças retrô são eletrodomésticos que usam tecnologia atual e design antigo, caso de algumas geladeiras e fogões que remontam à estética dos anos de 1950.   

Dicas de como usar objetos e móveis vintage na decoração da sua casa 

Peças de estilo vintage são bastante versáteis porque podem ser combinadas com outros estilos de decoração. Você pode, por exemplo, ter uma sala inteira com decoração contemporânea e usar um móvel vintage como ponto de destaque do seu ambiente, o que com certeza criará um espaço cheio de personalidade e estilo, além de mais aconchegante.

Confira três dicas de como usar o vintage aí, na sua casa:

Aposte no uso de papéis de parede 

Se você ainda não encontrou nenhum móvel ou objeto vintage para incluir na sua decoração, uma boa forma de começar a seguir esse estilo é optar por revestir suas paredes com papel de parede.

O papel de parede é um marco da decoração vintage, especialmente quando usa estampas florais e arabescas, formas geométricas ou desenhos que criam ilusões de ótica, e segue as paletas de cores características desse estilo.  

Aproveite bem aquilo que você garimpar na casa da vovó e dos seus pais 

Já falamos sobre isso neste texto: aproveitar itens encontrados na casa dos parentes mais velhos pode dar o toque vintage que você deseja à sua decoração.

Cadeiras de balanço, penteadeiras, abajures, máquinas de escrever, máquinas de costura, relógios, bules de ferro, portas-retratos e muitos outros objetos que contam a história da sua família ajudam você a criar um ambiente bonito e único.

Abuse dos pôsteres

Postes de cultura pop dos anos de 1920, 1930, 1940, 1950 e 1960 são outra forma de dar um toque vintage à sua decoração. Você consegue encontrar essas artes com facilidade e pode dedicar toda uma parede da sua casa a elas.

Use flores e plantas

As flores e plantas são outro marco da decoração vintage. E colocá-las em vasos improvisados, como garrafas de vidro que antes guardaram vinho ou suco, em um bule antigo ou na cesta de uma bicicleta inutilizada dão um charme único ao seu ambiente.

E então, gostou de aprender mais sobre o estilo vintage de decoração? Você pode ter acesso a muitos outros conteúdos e dicas que ajudam a decorar sua casa seguindo a Casa Cenário nas redes sociais. Curta nossa página no Facebook e nos siga no Instagram para não perder nenhuma das nossas postagens.

Deixe um comentário

Nome .
.
Mensagem .

Os comentários devem ser aprovados antes de serem publicados